quinta-feira, 1 de março de 2012

Déjà vu

"Desde que cheguei em casa, meu corpo está uma bagunça e eu sinto falta dos seus cabelos negros e da maneira com a qual você gosta de se vestir"  Amy Winehouse - 

Nos beijos tórridos, sinto o gosto da vertigem torta e o gosto da sua saliva. Em meio aos lençóis brancos, ouço sussurros quebrados ao meu ouvido. Uma, duas, três taças de prosecco. 
Gosto do seu cheiro e também dos engarrafados em frascos importados de 100 ml, mas não, não é desses que me refiro. Definitivamente. É o cheiro da sua nuca, aquele que sinto enquanto te beijo, enquanto estou com a língua colada no seu pescoço, enquanto estou com os olhos hipnotizado por suas sardas. Gosto do cheiro do seu suor e do cheiro de todas as suas partes  [...]

No “vai” ou no “vem”... na cama ou de pé, me perco, me esqueço... suado e jogado com as pernas e portas entreabertas. A toalha sobre minha consciência, a timidez despida. Te vejo se despejar em desejo, te vejo arder em rubros deletérios alcoólicos. 
Antes disso o anoitecer, cigarros, álcool e desejo. Enquanto olhava o trânsito e seus olhos verdes, eu também te despia dentro do meu imaginário fértil. Como um déjà vu, lembrei das noites mal-dormidas-bem-fodidas, você desnudo de qualquer tipo de fantasia, de personagem, auto suficiente com o seu cigarro em uma das mãos e a razão em outra. 
Após, um cigarro, uma pausa, uma prosa... e depois, mais um pouco de álcool para o complemento da fuga.

4 comentários:

SilverLux (Éverton) disse...

Simplesmente lindo!

vendedor de ilusão disse...

Parabéns pelo blog; convido-lhe visitar e seguir o meu.
vendedordeilusao.blogspot.com

R Linhares disse...

"Valerie", "Back to Black", só falta "You Know I'm No Good"...
=]

Eder Fabricio disse...

Éverton sempre com palavras gentis. Obrigado pela presença. Abraços.

Vendedor de ilusão, obrigado pelo carinho.

Rafa, é verdade em meu caro. Em breve..rs Abração.