domingo, 6 de novembro de 2011

Na natureza selvagem


Vou parafrasear Thoreau: "Em vez de amor, dinheiro, fé, fama, equidade, dê-me a verdade."

Aos 16 eu quis ir para a aeronáutica, iria para Barbacena, Minas Gerais somente com sonhos no bolso. Já aos 18 ou 19 o destino era Curitiba; viver a vida livre, em uma cidade bacana e moderna onde eu pudesse recomeçar do zero e talvez me encontrar.
Christopher Johnson McCandless é um jovem rapaz que abandona sua vida de conforto para buscar a liberdade pelos caminhos do mundo, uma viagem que o leva ao Alasca selvagem, à desafios e ironias. Sean Penn escreve e dirige a trajetória de McCandless de uma forma perturbadora, envolvente, impressionante e bela.
Por que McCandless não tentou ligar para casa? Por que não mandou uma carta? Não era só rebeldia. O que o impelia não era só a raiva, era a sociedade e todo o faz-de-conta embutido nas entrelinhas do cotidiano.
Diferente de McCandless, continuei em São Paulo e arquei com as minhas escolhas, trabalhei aos 18, comecei o primeiro curso (parei), o segundo (parei novamente) e agora espero terminar a minha terceira escolha. Serei Mercadógolo em seis meses, o nome é feio eu sei, mas estudar Marketing é incrível. Às vezes me pergunto como seria se eu não ouvisse aquela voz que sopra baixinho ao ouvido, cheia de razão.


"Se admitirmos que a vida humana pode ser regida pela razão, está destruída a possibilidade de vida."

10 comentários:

Maxwell Soares disse...

Fique curioso,amigo, para ver este filme. Valeu a dica...

H A R R Y G O A Z disse...

INCREDIBLE movie !

EDSON disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
EDSON disse...

esse seu texto tb ficou muito bom, temos que ir atrás da nossa felicidade. Ainda não ouvi falar desse filme. Gostei muito de te conhecer. vlw

Luna Sanchez disse...

Também me pergunto.

Normal, néam?

=*

Professor Gadomski disse...

Olá Eder, estou conhecendo o seu blog. Muito legal. Parabéns. Convido a conhecer minha "Janela" e, se achar conveniente, também seguir. Um abraço. http://professorgadomski.blogspot.com

SilverLux (Éverton) disse...

E, para variar, vc movimento o mundo com suas palavras e elas se tornam um novo foco em minha vida! A razão? Simplesmente uma amiga que aparece nos momentos certos e nas horas certas, rs...
Torço por ti moço... estarei vibrando com cada uma das suas vitórias e apresentando meu ombro para afagar suas lagrimas! Abração!!!

Eder Fabricio disse...

Max assista sim, vale muito as 2 horas nos sofá.

Harrygoaz incrível mesmo concordo contigo.

Edson, também gostei de te conhecer, gosto dos seus textos! Assista o filme.

Luna, é normal mesmo. E quando ficamos em cima do muro e não sabemos qual voz ouvir?

Gadomski eu já te sigo =D Abraço.

Everton obrigado pelo carinho, a recíproca é verdadeira amigo.

Arianne eu já te sigo querida. Um beijo.

Mari disse...

Filme maravilhoso dirigido pelo Sean Penn, que vem de um livro maravilhoso, que vem de uma história verídica e emocionante. Queria ter coragem pra encontrar o Christopher McCandless que existe em mim. Esse rapaz deixou uma das maiores lições de aprendizado pra humanidade. Ai, me emociona demais, demais.

Eder Fabricio disse...

Também me emociona demais Mari. Concordo com você McCandless deixou muitas lições.
Um beijão. =D
Faz assim ó: Eu também não tive a coragem dele, mas nunca é tarde. Quando estiver pronta me manda um torpedo? rs