segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Era azul


Que sabor é esse quem vem me procurar de madrugada?
Que vontade é essa de ouvir sua voz, que me busca até nos meus sonhos?
Me faz querer você, me faz querer te ter só pra mim.
Que sabor é esse que me molha as mãos, me treme as pernas e faz meu coração acelerar? Tem gosto de mar. Tem fúria de ressaca.
Que saudade é essa que me falta a voz e me deixa bobo?
Que olhar azul é esse que me faz sonhar, me faz pensar, me deixa triste ou simplesmente com vontade de mais você? Que mãos são essas que tocam as minhas costas, que tocam minhas pernas.
Que sabor é esse do seu beijo? Quais substâncias carregam?
Que vai e vem é esse que me deixa suado, cansado, querendo que você não vá, torcendo pelo dia que você vem.
Que feitiço é esse que carrega nos olhos, que embriaga e dopa mais que bebida de pirata e ópio?
Que descuido é esse que me faz te querer pra mim? Que desejo estranho é esse de querer o sim?
Que frio na barriga é esse, és como um borboletário. Por quê?
Vem às seis, vem às sete, vem de pijama e pantufa, me convida pra dormir.
Que sincronia matutina, vespertina e noturna é essa? Nosso embalo não é só de sábado a noite.
Me fala que gosta de dormir juntos, porém separados. Me diz que me enamora e me trai com a mão, me abandona com as costas, me oferece pra terceiros.
Então me diz: Que intenção é essa (senão a de me deixar insano e torpe)? 
Me molha com seu desejo e me põe ao sol na manhã seguinte.
E então eu imploro:
-Me sopra não, eu nem sou dente de leão...

6 comentários:

RENATO VIDAL S. disse...

letras hermosas, son como una cancion para mis ojos, leí tu texto, me conmovio enormente,.... me puso sensible, se nota que usted si sabe de amor. un abrazo Eder. gran valor.

Luna Sanchez disse...

Perfeito, Eder, de arrepiar!

Eu lia e quase podia escutar "Fogo", ao fundo.

=)

Beijo grande, grande!

SilverLux (Éverton) disse...

Se fosse descrever minhas sensações, provavelmente levaria muito tempo até conseguir desmisturar todas e expressar cada uma que me veio durante sua leitura, mas acredito que seus desejos e esperanças devem continuar; talvez não pela mesma pessoa, mas permitir que uma outra apareça! Abraços meu querido!

Jú Sousa disse...

Perfeito !

Que sabor e esse do seu beijo ?

E o sabor que me tira o sono, que arrepia todo meu corpo, que me faz perder o juízo, que me tira fora da realidade, e o sabor da perdição, do pecado, mais o pecado gostoso, aquele que fascina, aquele que alimenta , aquele que te faz querer sempre mais e te faz feliz.

Descreve bem o meu momento, a minha loucura e minha insanidade. Você como sempre arrasa nos textos.

Moni Abrao disse...

Adorei o blog!
Amei o texto!

Beijos
estou seguindo

Eder Fabricio disse...

Renato eu diria que sim, eu sei o que é amor, vivi alguns rs Abraços.

Luna, eu quase gritei fogo foi durante as madrugadas de insônia, embriagado de amor e desejo. rs Engraçado como as pessoas nos têm nas mãos né? Beijos!

Éverton, desejo e esperança nunca acaba, nos mantém vivos. Abração.

Jú, é exatamente esse sabor. Quase pirei. Beijos

Moni, volte mais vezes, aqui tem amores e amoras. Beijos